Entrevistas de Emprego em Outro Idioma: 6 Dicas de como se dar bem.

No mundo globalizado em que vivemos, é cada vez mais fácil aparecer a oportunidade dos sonhos seguida das palavras bilíngue, trilíngue e por aí vai… Um dos principais motivos pelo qual é uma necessidade estar preparado para as oportunidades, pois elas surgem para tais pessoas. Ter um segundo idioma hoje é fundamental e ninguém quer perder oportunidades, não é mesmo?

Mas nos acalmemos, nem sempre as organizações procuram pessoas proficientes no idioma; Há vagas para quem possui nível básico, intermediário e avançado. Mas o mais importante mesmo na hora da entrevista, é mostrar a sua fluência na língua. Proficiência, fluência, como assim? Vamos explicar melhor: Fluência é a capacidade de utilizar a linguagem com naturalidade, enquanto proficiência é relacionada a comprovação do conhecimento do idioma, quanto mais conhecimento, melhor. Vamos as dicas:

#1 O processo seletivo começa desde a entrega do currículo, portanto se atente à essa atitude, faz toda a diferença. Costumamos receber alguns currículos amassados, faltando informações, com gramática errada e etc. Tudo isso depõe contra o candidato, pois o currículo é o cartão de visitas, se o currículo é desleixado, o que podemos pensar sobre o candidato? A mesma coisa se o envio do currículo for online, escreva-o com paciência e deixe-o o mais completo e objetivo possível.

#2 Nunca minta sobre sua fluência no idioma! É normal sentir uma certa ansiedade ou nervosismo antes e durante a entrevista, ainda mais se você tiver que mentir e sustentar isso, o risco de “escorregar” é altíssimo, quase que certo. Pense bem: aquele recrutador domina o idioma e já deve ter entrevistado diversas pessoas, as que mentem e as que são de verdade, logo ele vai perceber qual é o seu real nível.

#3 Se você quer se destacar entre os outros, pesquise sobre a empresa. Entre no site, procure nas redes sociais, veja qual seu principal produto ou serviço, a opinião das pessoas e etc. O recrutador vai perceber que você é uma pessoa preparada pro que der e vier, uma pessoa astuta e que veste a camisa de tudo o que faz. Isso remete a proatividade, algo muito requisitado hoje em dia. Aproveite também, para pesquisar os termos técnicos referentes à área de atuação da empresa e ao cargo pretendido no idioma, para usá-los na entrevista, mas…

#4 Lembre-se: não se prenda à isso, saber palavras legais é importante e sofisticado, mas foque no que é confortável para você. Nunca decore o que vai falar em uma entrevista, tudo fica muito mecânico e a chance de dar um branco e estragar tudo é muito maior. Concentre-se na fluência, ou seja, pôr em prática o que você conhece. Não esqueça de não falar muito rápido, é importante que você demonstre essa confiança e o recrutador consiga entender com clareza.

#5 Treine a construção de frases básicas até que fiquem naturais para você. Existem tópicos clichês de entrevista de emprego como: Fale sobre você, pontos fracos e pontos fortes, experiências profissionais, por quê você merece este emprego, entre outras. Dê uma reforçada nessas frases, até mesmo procure treinar com alguém ou sozinho, sem a necessidade de decorar nada.

#6 Uma dica básica e muito importante: Não tente acabar com o nervosismo, não é possível, apenas tente controlá-lo. O que quero dizer é que, tem pessoas que focam tanto em acabar com o nervosismo que acabam aumentando ele mais ainda. Técnicas de respiração ajudam e muito, pesquise, faça o teste!

Deixe uma Mensagem

Your email address will not be published.